Clique aqui
Higienópolis - Pinheiros - São Miguel Paulista

Fases do tratamento

Fase intensiva ou de alívio das dores:

Nesta fase, o foco principal é reduzir os sintomas dando mobilidade às vértebras e articulações nas áreas onde há subluxação (vértebras desalinhadas), estimulando e diminuindo a interferência sobre o sistema nervoso. As vértebras e outras articulações começam sua recuperação ao restaurar seu funcionamento normal. Mas lembre-se: os músculos e ligamentos ainda precisam de reabilitação, razão pela qual o sentimento de alívio pode ser apenas temporário.

Fase corretiva ou de estabilização:

Nesta fase são iniciadas as alterações corretivas mediante o fortalecimento dos músculos, ligamentos e tecidos moles em torno da coluna vertebral e articulações afetadas. Nesta etapa ocorre a real estabilização e reabilitação do corpo. O sistema nervoso é melhorado e fortalecido, considerando que ele é a base para a nossa saúde. O cumprimento de todos os programas de exercício destacados é vital, assim como manter bons hábitos e boas posturas no trabalho, em casa e na vida em geral.

Fase de manutenção ou bem-estar:

Quando recuperamos o máximo funcionamento da coluna, entramos numa fase da qual nunca deveríamos ter saído: a manutenção. Cada ajuste quiroprático ajuda a manter seu sistema nervoso em um estado ideal, dando vitalidade a todos os órgãos, tecidos e células do corpo. Seu corpo continua em boa evolução após cada ajuste quiroprático. O dia-a-dia (trabalho, direção, má postura, quedas, etc.) causam subluxações que, quando são corrigidas a tempo, não causarão problemas de saúde. Geralmente, as pessoas na fase de manutenção quiroprática optam por uma vida de bem-estar, prevenindo muitos problemas de saúde. Manter um estado de bem-estar depende de muitos fatores (nutrição, exercícios, descanso, etc.), embora agora se saiba, cientificamente, que a quiropraxia ocupa um lugar essencial neste processo para alcançar um estado permanente de saúde.